sexta-feira, 20 de setembro de 2013

A Big Girl in a Skinny World



Hey curvies,

Como ando a tentar alargar os horizontes do blogue a outras áreas,  hoje resolvi escrever um pouco sobre a luta que temos diariamente para nós gordas nos afirmarmos num mundo de magros.
Não se trata apenas pela busca de roupa e afins, mas também, pelo esforço que temos de ter para nos afirmarmos a nível profissional e social pois a primeira impressão (e dizem que esta conta muito para a opinião que temos das pessoas) é sempre "olha a gorda", ou "coitadinha é gorda" como se tratasse de um pecado capital e tivéssemos condenadas à pena perpétua.
Mas será que essas pessoas já pensaram alguma vez que existem pessoas que são gordas e gostam de o ser? Aceitam o seu corpo como é, são saudáveis e não querem mudar? Não temos que ser todos iguais!
Felizmente que os tempos estão a mudar e vemos chegar ao estrelato e servir como modelos a seguir pessoas gordas, e no nosso caso especifico mulheres, mostrando que efetivamente o talento, profissionalismo e vontade de vencer não se resumem ao nosso aspecto físico.


Since I'm trying to make the blog a little bit more wide and approaching other subjects, so today I decided to write a little bit about struggle that we fat women have to have to make a statement in a skinny world.
It's not only about our daily fight to find clothes that fit and are fashionable, but also, about the effort we have to make daily in our jobs and in our social life just because the first impression we make (and people say that first impression counts a lot about the opinion we have of people) is always "look the fatty" or "so pitty she's fat" like we are commiting a capital crime and being condemn to life sentence.
Do you think that these people have thought, for once, that people are fat and like to be that way? They accept their body as it is, are healthy and don't want to change? We don't have to look all the same!
Luckly times are changing and we see fat people achieving success and turning into role models for fat people, and in our specific example women, showing that talent, professionalism and will to win are not related to the way we look.

Sem comentários: