sexta-feira, 1 de fevereiro de 2013

Guest Blogger - 5 minutes for 5 questions

Hey, hey curvies,

Hoje vou começar uma nova rubrica aqui no blogue cujo principal objectivo é promover o dialogo e a troca de ideias entre mim e outras bloggers plus size de todo o mundo.

Today I'm going to start a new item here which the maingoal is to promote the conversation and the idea exchange between me and other plus size bloggers from all over the world.

A minha primeira convidada é a Sarah Clark do blogue http://gorgeouslyfullfat.wordpress.com e podem contactá-la, se desejarem, através do e-mail sarah.a.clark71@btinternet.com. 

My first guest is Sarah Clark from http://gorgeouslyfullfat.wordpress.com and you may contact her if you wish to the e-mail sarah.a.clark71@btinternet.com.

 
 
1) Quando e porquê que começaste o blog? When and why did you start to blog? 


Comecei em 2007, com um blog chamado Fat Girls are fab Too, que ainda está em online em: http://fatgirlsarefabtoo.blog.co.uk/. Comecei porque realmente queria promover a moda para as mulheres curvilíneas, e também falar sobre questões plus size, modelos plus size, a obesidade e outras coisas que me agradam!
---
I started in 2007 with a blog called Fat Girls are fab Too, which is still online at: http://fatgirlsarefabtoo.blog.co.uk/ . I started because I really wanted to promote fashion for curvy women, and also talk about plus size issues, plus size models, obesity in the news and anything that took my fancy really!

2)
O mundo da moda plus size está desenvolvido no teu país? Is the plus size fashion world developed in your country?
 

Estamos a chegar lá. Quando comecei a ler livros sobre a aceitação do corpo estávamos na época de 1990 e não havia tal coisa como blogs. Existiam algumas lojas de tamanhos grandes, como a Evans, e algumas das lojas tinham linhas com tamanhos maiores, mas era tudo muito escondido nos fundos das lojas.
Hoje em dia, o plus size ainda não é visto como uma corrente mainstream, mas existe muito mais escolha. Os meios de comunicação ainda são muito anti-gordura e gostam de promover a magreza lançando-as contra as gordas, mas todas compartilhamos os mesmos problemas com roupas mal ajustadas e diferenças de tamanho. Alguns dos blogs de moda plus size são fabulosos, e com a primeira London Plus Size Fashion Weekend, nos dias 15 e 16 de fevereiro, acho que a maré está a virar. Nós estamos aqui e não nos podem ignorar mais!

---
We’re getting there. When I first started reading body-confidence and fat-acceptance books it was the late 1990s and there was no such thing as blogging. There were some plus size shops, like Evans, and some of the department stores had fashion up to larger sizes, but it was very much hidden at the back of the shop. Evans was hit and miss and it was hard to find anything funky.
These days, plus size isn’t seen as mainstream yet but there’s a whole lot more choice. The media is still very much anti-fat and loves to pitch slim women and fat women against each other, but I think we all share the same issues with badly fitting clothes and differences in sizing. Some of the plus size fashion blogs are fabulous, and with the first London Plus Size Fashion Weekend on 15-16 February, I think the tide is turning. We’re here, and you can’t ignore us any more!

 
3)
Qual é o teu estilo e looks favoritos? What is favorite style and looks?
 

Amo looks retro, idolatro a Marilyn Monroe e amo o glamour. Tendo dito isto, uso leggings a maior parte do tempo, mas na minha cabeça estou a interpretar uma figura do cinema dos anos 50. No meu mundo ideal, seria capaz de pegar em roupas glamourosas - saias lápis apertadas, tops justos, vestidos ultra sensuais, mas na realidade, embora existam alguns lugares que ainda use - eles não são realmente uma corrente mainstream.
Um dos meus vestidos favoritos é um que comprei no eBay no ano passado, um vestido estilo anos 1950 com um saiote de rede e decote, com enormes rosas roxas num fundo branco. O problema é que me esqueci o quão pesadas são as minhas mamocas, então só o visto em dias em que posso vesti-lo com um casaco. Oops.

---
I love the retro look, I idolize Marilyn Monroe and I love full on glamour. Having said that, I live in leggings most of the time, but in my head I’m channeling fifties’ film icons. In my ideal fashion world I’d be able to pick up glamorous outfits – tight pencil skirts, fitted tops, ultra sexy figure-hugging dresses, but in reality although there are a few places that do try – they aren’t really mainstream yet.
One of my favourite dresses was something I picked up from eBay last year, a 1950s style dress with net underskirt and a halter neck, with massive purple roses on a white background. The trouble was that I forgot how heavy my boobs were and so it now only comes out to play on days when I cover up may arms and can wear a shrug with it. Oops.


4) Quais são so teus cinco factores-chave para andar sempre bem? What your five key factors to always look good?
 

Confiança: se queres vestir algo que é um pouco fora do usual, podes fazê-lo se fores confiante. O que é uma coisa que falta a muitas mulheres plus size, mas acredita que se realmente te sentires confiante podes usar qualquer coisa que ficará espectacular.
Individualidade: Então, tudo o que se pode achar que não precisa de grandes produções é um par de leggings? Bem, OK, mas usem-nos como base para um look. Podem alterar qualquer look com um pouco de imaginação e não têm que usar calças largas com uma sweat, podem conjugar uma camisa de homem e algumas jóias, um top mais fino, umas botas fabulosas.
Acessórios: Esta está ligada à anterior. Então não conseguem encontrar a roupa perfeita no vosso tamanho? Não deixem que isso vos derrubem. Comprem sapatos! Jóias! Coloquem coisas bonitas no cabelo! Uma coisa que aprendi ao ser plus size é que é difícil vestir qualquer que nos fique logo bem, por causa da escassez de peças que realmente se encaixam! Então, use o que já tem, de uma forma diferente e com uns belos sapatos.
O tamanho importa: Não cometam o erro de comprar roupas de tamanhos muito pequenos, ou pensarem que farão dieta para os vestirem ou que porque apenas conseguem enfiar-se neles ficam bem. Amigas, é melhor comprar um tamanho acima, usar algo onde conseguem realmente respirar, e a sério, ninguém vê a etiqueta de qualquer maneira! Roupas muito apertadas só irão parecer muito apertadas. Mau look.
Conforto: Um pouco como o último ponto - não há nada pior do que um soutien apertado e que lembre que elas estão ali todo o dia, uns sapatos que parecem incríveis mas que nos fazem coxear como uma senhora de idade ou jeans muito apertados que não nos deixam dobrar ao meio. O que importa mais, se são plus size, é que têm que estar confortáveis caso contrário vão sentir-se estranhas. Se a roupa interior está muito apertada, tirem-na e não dêem uma de macaco. Vocês são quem são e por que têm que estar desconfortáveis só para não mostrar um pouco de gordura e ofender a sensiblidade das outras pessoas? Desfrutem das vossas roupas e não deixem que elas as torturem!

---
Confidence: if you’re wearing something that’s a bit out there, you can pull it off if you’re confident. It’s something a lot of us bigger women lack, but believe me, if you really feel confident, you can wear anything and look great.
Individuality:  So all you can find that doesn’t need washing is a pair of leggings? Well, that’s OK, use them as a base for something else. You can change up any outfit with a little imagination and you don’t have to wear those leggings with a baggy jumper, you can add a smart man’s shirt and some chunky jewellery, a dressed up top, some fabulous boots.
Accessories:  This goes along with the last tip. So you can’t find the perfect outfit in your size? Don’t let it get you down. Buy shoes! But jewellery! Put pretty things in your hair! One thing I have learned from being plus sized for a few years is that it’s harder to just throw on an outfit and look good, because of the scarcity of outfits that actually fit! So funk up what you already have, wear it in a different way and with pretty, pretty shoes.
Size Matters: Don’t make the mistake of buying clothes in a size too small, either thinking you will diet into them OR that because you can just about get into them now, they fit. Girlfriend, it’s better to get a size up, wear something you can actually breathe in, and seriously, nobody sees the label anyway! Too tight clothes just look, well, too tight. Bad look.
Comfort: A bit like the last point – there’s nothing worse than a bra that digs in and reminds you it’s there all day, shoes that look amazing but make you hobble like an old lady, or jeans too tight that you can’t bend in the middle. It matters more if you’re plus size – you have to be comfortable otherwise you’ll look awkward and feel it, too. If the Spanx are too tight, take them off and don’t give a monkey’s. You are who you are and why should you have to be uncomfortable just so as not to show a bit of fat and offend someone else’s sensibilities? Enjoy your clothes, don’t let them torture you!

 
5) O que desejas para o futuro? What do you wish for the future?
 

Seria fantástico se as pessoas gordas fossem simplesmente aceites e que a sua forma e tamanho do corpo aceites como sendo apenas mais uma característica física; como as pessoas com cabelo encaracolado ou que usam óculos.
O problema é que ser gordo é visto como uma falha moral, e assim as pessoas sentem-se envergonhadas com isso. Não se sentem capazes de pedir para terem roupas melhores, mais ajustadas e com mais variedade. É difícil imaginar uma revista de moda plus size ser bem sucedida junto das grandes publicações, até mesmo no Reino Unido ou nos EUA, por causa do estigma ainda ligado ao ser gordo.

---
It would be fantastic if fat people were just accepted and their body shape and size was accepted as being just another physical characteristic; like people with curly hair or who wore glasses.
The problem is that being fat is seen as a moral failing, and so people feel embarrassed about it. They don’t feel they are able to ask for better clothes, better fitting clothes and more variety. It’s hard to imagine a plus-size fashion magazine being very successful along with the mainstream publications, even in the UK or US, because of the stigma still attached to being fat
.

Não se esqueçam de seguir a Sarah em http://gorgeouslyfullfat.wordpress.com.
Don't forget to follow Sarah at http://gorgeouslyfullfat.wordpress.com.

Sem comentários: